Governo do Estado

Governo do Estado

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

A MORTE DE CRIANÇAS ESTÁ VIRANDO MODA NOS HOSPITAIS DO MARANHÃO


Na noite de terça-feira, 20/10, por volta das 18:00horas, Raimunda Larissa Salazar, de 15 anos de idade, grávida de 5 meses de gêmeos, moradora do povoado Santo Antônio dos Costa, zona rural de São Luís Gonzaga do Maranhão, deu entrada no Hospital Serapião Ramos Neto, na cidade de São Luís Gonzaga, sentido fortes dores e já em trabalho de parto. Já por volta das 19:00horas, foi feito o parto, e as gêmeas nasceram prematuras. Segundo a mãe, as crianças nasceram com vida. Mas, horas depois elas morreram.

Seriam os primeiros filhos de Raimunda Larissa Salazar. Segundo ela nos relatou, os bebês morreram por falta de uma ambulância na cidade, que serviria para levar os bebês para um centro de saúde mais avançado.  Ela acusa também o Hospital por negligencia.

Segundo a mãe dos recém-nascidos, o médico falou a ela que não poderia fazer nada, porque na cidade não tinha ambulância e que a única coisa a fazer, era esperar os filhas dela morrer. E mãe assistiu as filhas morrerem.
Raimunda Larissa registrou a ocorrência na delegacia de policia de Bacabal e, foi ouvida acompanhada pelo Advogado Bismarck Salazar, que segundo ele, vai entrar com uma ação contra o município de São Luís Gonzaga e contra o médico que atendeu a paciente.

O advogado disse ainda que como Gonzaguense não pode aceitar esse tipo coisa. Até porque além de ser cliente dele é parente. Já o delegado Luigi Conte, falou que já esta tomando todas as providencias, e que os corpos dos bebês foram encaminhados para o IML, para que fossem feitos exames mais detalhados para se saber a causa morte.

Nenhum comentário:

http://omaiordomundobr.blogspot.com.br/2017/03/governo-do-maranhao-bolsa-escola.html