Governo do Estado

Governo do Estado

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Senador Roberto Rocha custa a nação brasileira quase 40 milhões de reais por ano para dar milho aos pombos


Resultado de imagem para roberto rocha na frança

  1. Mesmo tendo nascido em berço de ouro, e sendo filho do ex Governador Luís Rocha, outro que nunca deu sua contribuição para a melhoria de vida do nosso povo e da nossa gente - Roberto Rocha, ganhou com as bençãos do povo maranhense uma cadeira no Senado Federal, porém, o Senador em nada está contribuindo para o avanço de nosso estado, a não ser sua propaganda pessoal ou marketing político.

  2. O homem já pensa em se lançar como candidato para Governador do maranhão. Roberto Rocha, inventou de criar um escritório representativo do mesmo aqui em Imperatriz, que não serve de nada para a nossa população, a não ser para dar regalias aos seus apadrinhados  e melhoria do seu próprio imóvel, que estava próximo de desabar. 

  3. Por ano, Roberto Rocha (PSB)custa a nação brasileira, nada mais nada menos do que uns 40 milhões de reais. Esta criação do escritório de Roberto Rocha aqui em Imperatriz, onde o mesmo afirmou, que era para aproximação do Senado da República a nossa região, tudo isto, foi mera balela. Enquanto isso, o Senador Roberto Rocha, tem estes enormes benefícios em nome do nosso sofrido povo:

Senador


Subsídio mensal 
R$ 16.512,09. Além dos 12 salários por ano e do 13º, cada senador recebe o mesmo valor no início e no final de cada sessão legislativa, ou seja, 14º e 15º salários.

Funcionários 

Ao contrário da Câmara, onde existe a verba de gabinete (R$ 60 mil a partir deste mês) para o deputado contratar seus assessores, é o Senado que contrata diretamente o pessoal do gabinete dos senadores. Cada gabinete tem direito à contratação de 11 profissionais, sendo seis assessores parlamentares e cinco secretários parlamentares.

Um assessor parlamentar ganha R$ 8 mil brutos e um secretário, 85% desse valor. Com isso, o total de gastos com funcionários pode chegar a R$ 54 mil. Os cargos podem ser desmembrados, desde que não seja ultrapassado o valor originalmente designado para os 11 funcionários.

Verba Indenizatória

R$ 15 mil. Recursos para uso em gastos nos estados, com aluguel, gasolina, alimentação. O parlamentar tem que apresentar nota fiscal com os gastos e, se não usar toda a verba num determinado mês, acumula para o seguinte. Passado um semestre, ele não tem mais direito de usar o acumulado.

Auxílio-moradia

R$ 3.800. Têm direito os senadores que não moram em apartamentos funcionais. O parlamentar tem que comprovar o gasto, apresentando notas de hotéis ou de imóveis que tenha alugado em Brasília.

Cota postal 

A cota postal varia segundo o número de eleitores do estado. O senador do estado menos populoso (AP), em termos de número de eleitores, tem direito a uma cota de R$ 4 mil/mês. Um senador do estado mais populoso (SP) tem direito a usar até R$ 60 mil/mês. O pagamento da postagem é feito diretamente pelo Senado aos Correios, mediante comprovação da postagem, não havendo repasse de recursos.

Cota telefônica 

Cada senador tem direito a R$ 500 mensais. 

Passagens aéreas
Verba variável, dependendo do estado pelo qual o senador foi eleito. O valor mínimo é de R$ 4,3 mil (para os eleitos pelo Distrito Federal) e máximo de R$ 16 mil, para os do Acre.

Combustível 

Todo senador tem direito a 25 litros de combustível por dia.

Gráfica

Cada senador tem direito a uma cota de serviços gráficos, na Gráfica do Senado, para material estritamente relativo à atividade parlamentar, de R$ 8.500 por ano.

Jornais e revistas

Nos dias úteis, cada senador recebe cinco publicações, entre jornais e revistas. 

Fonte Diap

Nenhum comentário:

http://omaiordomundobr.blogspot.com.br/2017/03/governo-do-maranhao-bolsa-escola.html