quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Bandidos dão voz de assalto para viatura da PM em São Luís


Parece mentira ou brincadeira, mas o fato foi real. Uma viatura da PM estava fazendo o serviço de rotina no caminho de acesso ao Terminal da Ponta da Espera, no Itaqui. Eram 3h15 quando na via surgiram galhos de árvores e o carro teve que parar. De dentro do matagal saíram dois assaltantes, um deles armado, gritando; “perdeu, perdeu, playboy!”. 

Assim que olharam tratar-se de uma viatura da PM, voltaram pra dentro do matagal correndo, mas os PMs foram atrás e um deles foi imediatamente preso. O segundo localizado minutos depois. Os militares da VTR 19-088, Anjo da Guarda/Fumacê, cabo Ribeiro e soldado Matias apresentaram Jailton Ribeiro, 30 anos, e Valcleton Silva Reis, 20 anos, ambos residentes na Vila Mauro Fecury II.

Luís Cardoso 


Cristiano Ronaldo divulga uma imagem de queimadas da Amazônia de seis anos atrás para criticar o Brasil


A imagem, que o jogador Cristiano Ronaldo da Juventus usou para atacar as queimadas na Amazônia, é de seis anos atrás, uma imagem totalmente fora da realidade do que está acontecendo no momento na grande floresta do Brasil.

Participação de Yglésio em reunião da CCJ com a filha repercute nacionalmente

A imagem do presidente do Parlamento da Nova Zelândia,Trevor Mallard, dando mamadeira a um bebê enquanto conduzia a sessão de debates na quarta-feira (21) chamou a atenção de todos e viralizou na internet. Antes disso, na terça-feira (20), o deputado estadual do Maranhão, Yglésio Moyses (PDT), de 38 anos, protagonizou uma cena parecida com sua filha na Assembleia.
Em entrevista a Marie Claire, o parlamentar, pai de três crianças, conta que sempre leve seus filhos ao seu gabinete. “Tenho o Guilherme, de 11 anos, a Maria Alice, de 4, e a Cecília, a da foto que tem 1 ano e 8 meses. Naquele dia, a mãe dela estava en aula, ela faz faculdade de Medicina e ela ficou comigo no período da tarde para a reunião da CCJ [Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania]. Eu sou médico e ainda exerço a medicina e voltei pra faculdade de Direito agora, onde curso o 9º periodo. Minha vida é super corrida, mas fui criado sem pai, então gosto de curtir cada segundo que posso com meus filhos”.

Prefeito de Açailândia renuncia ao cargo

O prefeito de Açailândia, Juscelino Oliveira (PCdoB), decidiu renunciar ao cargo nesta quinta-feira (22).
Em carta encaminhada à Câmara Municipal por volta das 20h, ele alega “motivos pessoais” e “coerente apelo familiar” como base da decisão. O vice-prefeito Aluísio Sousa assumirá o comando do Município.
Saúde
No documento encaminhado ao Legislativo, Oliveira diz que tomou a decisão após muita reflexão sobre o agravamento do seu estado de saúde em virtude do desgaste físico e mental das responsabilidades do cargo.
“Nesse sentido, descarto qualquer outra motivação para minha atitude que, nem de longe, está atrelada a quaisquer fatos ou circunstâncias relacionada à administração pública municipal ou a pessoas”, diz ele no texto.
Gilberto Léda

TCE suspende licitação irregular de R$ 81 milhões em Caxias

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) deferiu, na sessão do Pleno desta quarta-feira (21) medida cautelar suspendendo processo licitatório realizado pela Prefeitura de Caxias. A Concorrência nº 04/2019 se destina à realização de Parceria Público-Privada (PPP) por um prazo aproximado de 15 anos para modernização, otimização, expansão, operação e manutenção da infraestrutura da rede de iluminação pública do município. O valor total estimado do contrato é de R$ 81,8 milhões.
Com a decisão, o prefeito e o presidente da Comissão de Licitação do município tem o prazo de quinze (15) dias para apresentação de defesa em relação aos fatos apresentados na denúncia, onde se destacam: ausência de disponibilidade do edital na internet; não demonstração de que ocorreu a consulta pública ao edital; descumprimento de requisitos necessários para a abertura de licitação de parceria público-privada; indisponibilidade dos estudos técnicos econômico-financeiro; ausência de detalhamento e especificações importantes para a elaboração do Plano de Negócios Referencial; e ausência de leis autorizativas das garantias oferecidas ao parceiro privado.
Os mesmos pontos foram levantados quando da impugnação protocolada em 02/07/2019 junto à Comissão de Licitação do Município de Caxias pelo denunciante Carlos Augusto Couto da Silva, não tendo havido na época qualquer manifestação por parte dos denunciados.
Os indícios de irregularidade foram reforçados pela constatação da unidade técnica do TCE de que não houve quaisquer registros relativos à Concorrência nº 004/2019 no Sistema de Acompanhamento de Contratações Públicas – Sacop, descumprindo o art. 13 da Instrução Normativa nº 34/2014.
Além dessa legislação específica do TCE, os vícios da Concorrência relevam a violação de dispositivos da Lei nº 8.666/93 (Licitações e contratos), Lei nº 12.527/2011 (Acesso à Informação) e da Lei nº 11/079/2004 (Parceria Público-Privada).
Em sintonia com a análise dos auditores do Tribunal, o Ministério Público de Contas (MPC) concluiu que seria mais danoso, tanto para o município quanto para as empresas interessadas, a continuidade do certame sem a correção das irregularidades. “Nesse caso, o interesse público seria melhor atendido caso houvesse o sobrestamento do procedimento licitatório para a adoção de medidas saneadoras”, diz o relatório.
Gilberto Léda

Os senadores Weverton Rocha, Roberto Rocha e Eliziane Gama, tem agora que assumirem o Maranhão do Sul



Brilhante a ideia do senador Siqueira Campos (DEM-TO) de dar uma enorme força para a protocolação da criação do Estado do Maranhão do Sul no Senado. 

Agora é a vez dos senadores maranhenses (Weverton Rocha (PDT), Roberto Rocha (PSDB) e Eliziane Gama (PPS)) mostrarem as suas forças no Senado e realizar de vez a criação deste velho sonho dos maranhenses do Sul.



Márcio Jerry é chamado de “deputado Dino” por Eduardo Bolsonaro

O presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), arrancou risadas dos membros do colegiado ao conceder ao palavra ao deputado Márcio Jerry (PCdoB).
A anunciar que o comunista encaminharia voto durante a apreciação do relatório do deputado Hildo Rocha (MDB) sobre o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) para uso comercial da base de Alcântara, o filho do presidente Jair Bolsonaro referiu-se ao maranhense como “deputado Dino”.
“Deputado Dino pelo PCdoB”, disse Eduardo Bolsonaro, para a gargalhada geral.
“Deputado Márcio Jerry, presidente. Tá com fixação de Dino, né?”, reagiu o deputado do Maranhão.
“Semelhante. Mas é irmão”, retrucou o presidente da comissão.
Veja:

http://omaiordomundobr.blogspot.com.br/2017/03/governo-do-maranhao-bolsa-escola.html