sábado, 15 de dezembro de 2018

Bolsonaro quer doar mais de R$ 1 milhão de sobras de campanha

Advogados de Bolsonaro consultaram o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a possibilidade de doações para entidades beneficentes.
Antes das 8h desta sexta-feira (14), o presidente eleito, Jair Bolsonaro, usou sua conta no Twitter para informar que pretende doar as sobras de campanha para instituições de caridade. Segundo ele, restou mais de R$ 1 milhão.
“Continuamos fazendo gestões para viabilizar a doação do restante dos recursos arrecadados em campanha não utilizados [+ de R$ 1.000.000] às instituições beneficentes ao invés deste valor ficar preso ao partido.”
O relatório final do PSL apresentado ao TSE diz que a campanha do presidente eleito teve R$ 4,377 milhões em receitas, sendo R$ 3,728 milhões recebidos na modalidade “financiamento coletivo”.
Advogados de Bolsonaro consultaram o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a possibilidade de doações para entidades beneficentes.
A Resolução 23.553/2017 do TSE define que os partidos políticos são responsáveis pela transferência de eventuais sobras de campanha. O capítulo 2 da resolução trata exclusivamente sobre “sobras de campanha”.

Médium suspeito de abusar de mulheres fez vítimas no MA, diz TV Globo

(Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Reportagem do Jornal Hoje, da TV Globo, exibida neste sábado (15), informa que o médium João de Deus, acusado de ter abusado de mais de 300 mulheres, fez vítimas também no Maranhão.
As denúncias foram catalogadas pelo Ministério Público de Goiás (MPGO), que recebeu contatos até de supostas vítimas de fora do Brasil.
No caso do Maranhão, a reportagem não informou quantas mulheres denunciaram o médium.
Ainda sem conseguir localizar o paradeiro de João de Deus, já considerado foragido pelo MPGO, investigadores identificaram movimentações recentes nas contas bancárias em nome dele. Segundo estes investigadores, citados em matéria do jornal O Globo, na quarta-feira passada, dia 12, quando as primeiras denúncias de abuso sexual já eram conhecidas, foram retirados cerca de R$ 35 milhões de contas bancárias em nome de João de Deus.
A descoberta destas operações fez com que a Polícia de Goiás e o Ministério Público do estado acelerassem o processo para pedir a prisão do médium. O dinheiro foi retirado de aplicações que João de Deus tem em instituições bancárias. Depois das denúncias, vizinhos relataram que ele não mais voltou à sua casa em Abadiânia.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

TRE-MA aprova contas de campanha de Flávio Dino

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) aprovou, por unanimidade, as contas de campanha do governador Flávio Dino (PCdoB).
O julgamento ocorreu nesta sexta-feira (14).

Time do Cavalo de Aço, pega o Náutico de pernambuco na Copa do Brasil 2019



O time do Imperatriz, enfrenta na Copa do Brasil o time do Náutico de Pernambuco. Náutico, que foi o campeão pernambucano de 2018. 

As forças se equiparam, pois o time do Imperatriz e o time do Náutico fazem parte do Campeonato Brasileiro da Série C no ano de 2019. 

O time do Cavalo de Aço, pode muito bem passar de fase na Copa do Brasil, pois teve a sorte de não pegar na primeira fase, um time da Série A do Campeonato Brasileiro.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Brasil a um passo de uma guerra......será a Terceira Guerra Mundial?


Como o babaca e idiota presidente da Venezuela Nicolás Maduro, já disse que o vice-presidente do Brasil é mau encarado, e que o mesmo quer e pretende invadir o seu país, de repente, o presidente da Rússia Vladimir Putin, enviou ao país vizinho um verdadeiro arsenal atômico, e ainda por cima, firma um acordo de US$ 6 bilhões em investimentos russos na área de mineração e petróleo. 

Na realidade, o que Putin fez, foi fincar os pés na Venezuela para irritar os Estados Unidos da América. A Venezuela se sentiu pressionado pelo o Brasil e Estados Unidos, e fez uma aproximação repentina aos americanos, e a Rússia, fincou os pés na América Latina de vez. 

A Rússia conseguiu não somente irritar os americanos, mas, conseguiu firmar também um novo parceiro no novo mundo. Estas jogadas da Rússia, veio a calhar com este ditadorzinho barato.

O presidente brasileiro mais odiado de todos



Reprodução/Sarney e Michel Temer
Em matéria de presidente odiado, o Michel Temer é insuperável - Temer é tão odiado, que bate até no ex presidente José Sarney, como o mais rejeitado pelo os brasileiros. 

74% dos brasileiros, dizem que Temer é ruim ou péssimo. A pesquisa que comprovou isto, foi encomendado pela a CNI (Confederação Nacional da Indústria) divulgado nesta quinta.


Veja a reprovação de cada governo quando do presidente ao fim de seu mandato (datas são relativas às últimas pesquisas de cada governo):
José Sarney (nov/89): 60%
Fernando Collor (ago/92): 59%
Itamar Franco (dez/94): 11%
Fernando Henrique Cardoso (1º mandato – nov/98): 21%
Fernando Henrique Cardoso (2º mandato – out/02): 36%
Luiz Inácio Lula da Silva (1º mandato – dez/06): 13%
Luiz Inácio Lula da Silva (2º mandato – dez/10): 4%
Dilma Rousseff (1º mandato – dez/14): 27%
Dilma Rousseff (2º mandato – mar/16): 69%
Michel Temer (dez/18): 74%


Polícia Federal deflagra a Operação Hermes e o Gado II no Maranhão


A Polícia Federal no Maranhão, com apoio da Superintendência dos Correios no Maranhão, deflagrou, na manhã desta quinta-feira, dia 13 de dezembro de 2018, nas cidades de São Luís/MA, Itapecuru/MA, Imperatriz/MA, Redenção/PA, Bacabal/MA, Santa Inês/MA e Santa Luzia/MA, a Operação HERMES E O GADO II, com a finalidade de reprimir, dentre outros, crimes de subtração de valores do Banco Postal cometidos por Funcionários dos Correios.

As investigações identificaram uma série de irregularidades ocorridas em várias unidades dos Correios no Estado. Dentre as unidades investigadas estão as dos Municípios de Pio XII, São Luís Gonzaga, Matões do Norte, Urbano Santos, São Benedito do Rio Preto, Monção e Miranda do Norte.

Foi identificado, notadamente no município de Pio XII/MA, o envolvimento de pessoas ligadas a uma organização criminosa – ORCRIM que se intitula Bonde dos 40. Os desfalques à agência dos Correios da cidade foram utilizados como forma de capitalizar a organização criminosa.

O “modus operandi” estabelecido pela quadrilha é o seguinte: o gerente da agência dos Correios tem acesso tanto ao cofre do Banco Postal quanto ao sistema dos Correios interligado ao Banco do Brasil. Aproveitando-se desse poder de gerência, ele subtrai ou facilita a subtração de numerário do cofre do Banco Postal, deixando em caixa apenas quantidade suficiente para manutenção das atividades regulares da agência, informando, artificialmente, no sistema bancário que o cofre está “cheio”, como se o dinheiro subtraído ainda ali estivesse.

Como a subtração de dinheiro do cofre não é registrada no sistema do Banco Postal, torna-se necessária a criação de uma justificativa para a sua falta. Para isso, a ORCRIM simula assaltos – alguns foram filmados pelas câmeras de CFTV das agências – o que permite afirmar que o dinheiro foi todo levado naquele crime, ou seja, além de subtrair o dinheiro que restava no caixa, com o falso assalto a ORCRIM abona o valor que fora antes subtraído, vez que, contabilmente, para os Correios e para os órgãos responsáveis pela apuração, todo o dinheiro que deveria estar no cofre (inclusive os valores oriundos de depósitos fictícios) acaba contabilizado como roubado.

Para aumentar o proveito da atividade criminosa, foram simulados depósitos no Banco Postal, cujos valores logo depois eram sacados e divididos entre os membros da ORCRIM, muitos dos quais são ligados tráfico de entorpecentes. Assim, entraram em cena os “laranjas” possuidores de contas no Banco do Brasil, que repassavam aqueles depósitos à ORCRIM, dando uma aparência legal ao dinheiro que alimentava o tráfico de drogas.

Praticavam, ainda, a subtração de aparelhos celulares de valor elevado, os quais eram distribuídos aos membros da ORCRIM, aparelhos estes que acabavam sendo utilizados para a realização de tráfico de entorpecentes.

Outra vertente utilizada pela quadrilha foi a ativação de cartões de bolsa família e de benefícios previdenciários. O gerente possuía acesso aos sistemas corporativos, habilitava os cartões de benefício, até para pessoas mortas, o que possibilitava a obtenção de empréstimos bancários com os documentos “esquentados”.

O modus operandi da ORCRIM pode ser representado pelo gráfico a seguir:


A previsão do total de valores subtraídos nos sete municípios chega a quase um milhão de reais, podendo aumentar até o final das investigações.

A Polícia Federal cumpriu 04 Mandados de Prisão Preventiva, 01 Mandado de Prisão Temporária e 11 Mandados de Busca e Apreensão, além do afastamento de 08 Empregados Públicos Federais (CORREIOS) em conjunto com outras medidas cautelares diversa de prisão. Há ainda um foragida sendo procurado pela polícia. As ordens judiciais emanaram tanto da Justiça Federal de Bacabal quanto de São Luís.

A Superintendência dos Correios promoveu hoje, conjuntamente com a Polícia Federal, a fiscalização das agências dos Correios em Pedreiras, Conceição do Lago Açu e Lago da Pedra.

Participaram do desencadeamento mais de 60 (sessenta) Policiais Federais dos estados do MA, PA, PI e CE; 02 (duas) equipes do Batalhão de Choque da Polícia Militar com a utilização de cães farejadores para a busca de drogas, que acabaram sendo encontradas em poder dos investigados. O trabalho ainda contou com o apoio da logística do Fórum da Justiça Estadual em Santa Inês.

A Operação foi denominada HERMES E O GADO II em alusão ao conto mitológico de mesmo nome, que traz como tema a utilização de subterfúgios com a finalidade de encobrir os crimes cometidos pelo mensageiro de Zeus.

Por John Cutrim

http://omaiordomundobr.blogspot.com.br/2017/03/governo-do-maranhao-bolsa-escola.html