quinta-feira, 15 de abril de 2021

Parceria é fundamental


Reprodução/Vilson Soares, Jairo Madeira e Hildo Rocha 

Em uma reunião com o deputado federal Hildo Rocha (MDB), o prefeito de João Lisboa Vilson Soares (PDT), firmou o início de uma parceria para melhorias de vários segmentos na cidade da Gameleira (infraestrutura, que é estradas vicinais, pavimentação urbana e a saúde, que na atualidade é o que mais preocupa).

O prefeito Vilson Soares começou bem, pois as parceria é de fundamental importância para um município do porte de João Lisboa para conseguir recursos federais, e o deputado Hildo Rocha, dar esta possibilidade, que é, conseguir estes recursos para investimento na cidade de João Lisboa.

Respondendo uma enquetinha enfadonha: 100 dias de Governo Assis Ramos segue o fluxo do primeiro mandato


Reprodução/Assis Ramos no trabalho

Não sou de responder a estas enquetes, que de fato são enfadonhas, com narrativas e perguntinhas cansativas e monótonas, mas, uma enquetinha eu vou responder: ela pergunta, qual a avaliação dos 100 primeiros dias do segundo mandato do prefeito Assis Ramos na cidade de Imperatriz? Eu responderei aqui, que continua o fluxo normal do seu primeiro mandato. 

Assis Ramos tem sido coerente e não parou de querer o bem da nossa cidade, do nosso povo, não parou as dezenas de obras, que ele começou lá atrás, enfim, o fluxo de uma grande gestão continua a todo vapor. 

Assis Ramos é um prefeito ordeiro e muito trabalhador e quem ganha com isto, é a cidade de Imperatriz, para ódios dos seus adversários mais ferrenhos, porém, "enquanto uns ganham, outros perdem, isto é natural".

O nome de Keké Teixeira é "insípido" para aqueles que odeiam Fernando Teixeira e Cidelândia


Reprodução/Keké Teixeira e Fernando Teixeira

Em Cidelândia, já começou o debate sobre o possível apoio do prefeito Fernando Teixeira (PP) para as próximas eleições de 2022; e na atualidade, a pré-candidatura que obteve mais apoio do grupo do excelente prefeito, foi o nome do presidente da Câmara Municipal, vereador Keké Teixeira (MDB), que a muito tempo vem realizando um trabalho ímpar frente ao Legislativo Municipal. 

Alguns aliados do prefeito Teixeira, afirmam em alto e bom som, que grande parte do sucesso do mesmo, se deve a forma de gestão e de fazer política que o vereador Keké Teixeira implementou desde início de sua gestão. O nome de Keké Teixeira, só não agradou até o momento, somente aos seus adversários e aqueles que odeiam a cidade de Cidelândia. 

Um determinado cientista político feito nas coxas, teria dito, que o mesmo era sem sal para ser o candidato a deputado de um dos maiores líderes políticos da Região Tocantina, que é no momento o prefeito Fernando Teixeira - ele deve ter esquecido de tomar o seu tarja preta para falar uma asneira desta. 

É um vereador sereno e inteligente, que sabe ouvir e não é um político temperamental, e só quem ganhou com sua postura até o momento foi o povo cidelandense, afirmou um vereador próximo ao prefeito Fernando Teixeira. O prefeito disse, que o seu candidato a deputado estadual, será aquele que o seu grupo político escolher. Até o momento, o nome de Keké Teixeira saiu na frente com ampla maioria. 

O blog procurou saber do nobre vereador, o que ele pensa sobre a sua possível candidatura a deputado estadual em 2022, veja o que ele disse:

"Quem decidirá isto, será o grupo, e o nosso grupo é coeso, e o que for decidido pela a ampla maioria, eu acatarei, pois em política, temos o nosso comandante e líder político, e o nosso líder político se chama Fernando Teixeira, e tanto é líder político, que foi reeleito com ampla maioria de votos em nosso município, por isto, vou ficar na expectativa e no aguardo das decisões, se for para o bem de todos, o meu nome será colocado para avaliação das urnas em 2022"; disse o vereador Keké Teixeira a este blogueiro. 

A SECRETÁRIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL AMANDA CUNHA VISITA A SEMU


Secretária de Assistência Social Amanda Cunha visitou a SEMU (Subsecretaria Municipal de Políticas para a Mulher) em São Luís na manhã desta terça-feira (13) em companhia da vice-presidente da câmara municipal vereadora Taís Bueno (PL) e da secretária municipal da Mulher Renata Freitas.

Na oportunidade estiveram em reunião com a Deputada Estadual Ana do Gás (PCdoB), com o Deputado Estadual Antônio Pereira (DEM) e com a secretária Estadual da Mulher Nayra Monteiro, onde solicitaram recursos para melhoria no atendimento, um carro de apoio e uma carreta de atendimento a saúde feminina para a secretaria da mulher no município de Estreito (MA).

Weverton defende consenso e unidade do seu grupo político para 2022

 

Em entrevista à rádio Mirante nesta quarta-feira (14), o senador Weverton Rocha (PDT) falou sobre sua possível pré-candidatura ao governo do Maranhão. Para os jornalistas, ele afirmou que nunca anunciou ser pré-candidato, mas declarou que, com seu nome cogitado, aumentam as possibilidades.

Questionado sobre grupo político, Weverton disse acreditar que a escolha do candidato governista deva ocorrer, em unidade, após consenso.

Durante a entrevista, o senador também destacou o papel da Comissão Parlamentar de inquérito (CPI) que visa investigar o uso de verbas destinadas aos estados no combate à Covid-19. Weverton ressaltou ainda que a prioridade do país, neste momento, deve ser a imunização da população.

Pesquisa Poder Data aponta vitória de Lula contra Bolsonaro em um possível 2º turno

 

Em pesquisa realizada pelo PoderData, nas eleições presidenciais de 2022, o ex-presidente Lula aparece com 34% das intenções de voto, enquanto o presidente Jair Bolsonaro aparece com 31%, o que representa um empate técnico.

Em um possível 2° turno das eleições, o ex-presidente teria 52% contra 34% do presidente Jair Bolsonaro. A margem de erro da pesquisa é de 1,8 ponto percentual, para mais ou para menos.

Levando em consideração que o país vem sofrendo impactos da pandemia do coronavírus e há incerteza sobre a recuperação da economia, a pesquisa apontou uma piora das intenções de voto para Bolsonaro em comparação com 1 mês antes, quando apenas Lula e Ciro Gomes (PDT) venceriam o presidente num eventual 2º turno.

Se as eleições fossem hoje, para o PoderData Bolsonaro perderia em um confronto direto contra Lula (52% X 34%) e o apresentador Luciano Huck (48% X 35%). Contra outros possíveis candidatos, Bolsonaro ficaria apenas em situação de empate técnico.

Prefeito Fernando Teixeira se tornou um gigante político


Reprodução/prefeito Fernando Teixeira 


É notório e clarividente, que o prefeito de Cidelândia se consolidou como um dos grandes prefeitos da Região Tocantina, e isto, só foi possível, pelo o seu desempenho político e pela a disposição de transformar a sua cidade (Cidelândia), em apenas quatro anos de gestão. 

Já a poucos meses no seu segundo mandato, Fernando Teixeira (PP); pelos os prognósticos dos entendidos no assunto, o prefeito de Cidelândia na atualidade, tem uma aprovação, chegando aos 80%, algo para se orgulhar.

Pelo o momento vivenciado pelos os prefeitos, que é um desgastes em todo o país, por não estarem tendo toda esta aprovação, que Fernando Teixeira goza em Cidelândia, que é uma enorme credibilidade com os seus munícipes, de fato Teixeira ficou gigante politicamente.

O povo sabe reconhecer e valorizar, aquele prefeito que trabalha, e Fernando Teixeira tem este apreço e carinho por parte do seu povo e da sua gente, simplesmente, pelo o fato de trabalhar duro, para uma Cidelândia melhor a cada dia. 

Em Cidelândia o trabalho não para


O município de Cidelândia talvez seja o maior da Região Tocantina em extensão rural. Do extremo Viração, na divisa com o Estado do Tocantins, ao outro ponto no Córrego da Prata, na divisa com o Pará, é todo cortado por estradas vicinais. São por essas vias, com cerca de 300km, que a produção agrícola e pecuária é escoada até chegar nas rodovias asfaltadas.

A Prefeitura para garantir o tráfego de veículos pequenos, médios e pesados, mantém a conservação permanente dessas vicinais. Os trechos críticos recebem piçarramento, patrolamento, abertura de leito e compactação de solo, conforme a situação de cada.

Esta semana, a equipe da Secretaria Municipal de Infraestrutura, liderada pelo secretário Carlos Alberto, e cumprindo determinação do prefeito Fernando Teixeira, concentra a ação de recuperação na vicinal do Arara, mas já passou pelas vicinais de acesso a Viração, Frades, Sol Brilhante, São João e ao Cariri. E em todas, realizou serviços paliativos como forma de garantir a fluência do trânsito mesmo no período de chuvas.

Adonilson Lima está sendo resolutivo e pontual nos pontos nevrálgicos da empresa em Imperatriz


Reprodução/Adonilson Lima e Clayton Noleto

Adonilson Lima, assumiu como gestor da Gerência Regional da Caema, e em bem pouco tempo já podemos observar nas ruas da cidade de Imperatriz suas marcas, ou soluções para problemas que infernizavam a nossa população no dia a dia. 

A CAEMA, sempre foi um dos maiores problemas do Governo do Estado na Terra do Frei, grande parte disto, era a falta de comprometimento, que os diretores anteriores não demostraram com a nossa cidade, por isto a grita geral a muito tempo contra a empresa. 

Adonilson Lima, está se mostrando um gigante, e com certeza, quem ganhará com sua gestão será os imperatrizenses, pois o mesmo está de fato trabalhando para ser um gestor resolutivo em suas ações; ele está indo nos pontos nevrálgicos da empresa na cidade de Imperatriz.

terça-feira, 13 de abril de 2021

100 dias de mandato

Neste mês de abril chegamos à emblemática marca de 100 dias de mandato como deputado federal titular pelo Maranhão. São 100 dias que, depois de mais de 10 anos, a região Sul do Maranhão tem um deputado federal para lhe representar em Brasília, fazendo gestões junto ao Governo Federal por melhorias para os municípios e a população, e votando medidas que ajudam o País, o Maranhão e a nossa região sul do estado.

A partir de agora vamos relembrar aqui alguns destaques do que realizamos nesse período. Foram mais de 120 matérias votadas no Congresso Nacional com presença em todas as sessões realizadas, muitas reuniões com a bancada de deputados e senadores do Maranhão, com a bancada do meu partido, audiências com ministros e outras autoridades do Governo Federal, alocação de recursos para os municípios. Também fizemos muitas viagens pela região, conversando com o povo e com representantes municipais, para saber as prioridades, as necessidades da nossa gente. 

Acompanhem, comentem, marquem os amigos e enviem o link das postagens para seus contatos, porque esse mandato é do Maranhão, é da Região Sul! 

CPI desencadeará ação em postos de combustíveis de São Luís hoje

 

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Combustíveis realiza, nesta terça-feira (13), uma “batida” em postos de combustíveis da Região Metropolitana de São Luís.

A ação será acompanhada por fiscais do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão tem o apoio do (Inmeq).

Em reunião na tarde de ontem (12), o presidente da Comissão, deputado Duarte Júnior (Republicanos), já havia destaca o apoio do órgão de fiscalização aos trabalhos de investigação.

“A cada dia nos deparamos com mais informações. São dados importantes que não podemos divulgá-los ainda, a fim de evitar prejuízos para as investigações. Nosso objetivo é fazer com que, ao final desses 120 dias previstos para realização da CPI, o Maranhão volte a ter um combustível com um valor justo e de acordo com o mercado”, salientou.

G Léda

Quero deixar marcas e não cicatrizes e feridas

As formigas futriqueiras do blog, bateram um longo papo com o prefeito de Ribamar Fiquene Cociflan; ele abriu o seu coração para as mesmas e ele, que obteve na ultima eleição para prefeito 47,74% dos votos (2.583 votos no total), foi muito gentil e generoso.

Cociflan, que construiu um nome empresarial de muito respeito na cidade disse: 

"Agora que estou começando uma nova carreira, que é a política, pretende fazer o melhor para a cidade, que deu a mim oportunidades, e por tudo isto, pretendo dar o meu melhor e com certeza deixar marcas que possam perdurar por longos anos; e que os meus filhos, possam se orgulhar do que pretendo e vou realizar na cidade para o bem comum de todos os fiquenenses. Alguns passaram por esta cidade e deixaram feridas e cicatrizes, eu pretendo deixar marcas"; disse o prefeito Cociflan.

Parabéns para a sensibilidade da secretária Janaína Ramos


Reprodução/Assis Ramos e primeira dama em data festiva a algum tempo atrás almoçando no Restaurante Popular de Imperatriz 


Algumas semanas fechado na cidade de Imperatriz, por alguns funcionários terem contraídos a Covid-19, O Restaurante Popular de Imperatriz voltou a fornecer refeições aos seus assíduos usuários - o que foi determinante, foi a sensibilidade da secretária da SEDES Janaína Ramos falou mais alto. 

Nesta semana o Restaurante Popular voltou a funcionar novamente a todo vapor; este grande serviço social realizado pela a Prefeitura Municipal de Imperatriz, tendo a frente a primeira-dama, ajuda diretamente pessoas em situação de rua, e principalmente aqueles que tem uma baixa renda. 

A secretária Janaína Ramos merece os nossos aplausos pela a sua atitude de voltar com o histórico Restaurante Popular na cidade de Imperatriz - o valor da refeição, continuará com o valor R$ 2.00 e os usuários levarão a sua refeição acondicionada nas famosas marmitas. 





Covid-19: Cai o número de internações em hospitais do Maranhão

 

De acordo com os dados, em São Luís a ocupação dos leitos está em 89%; enquanto em Imperatriz permanece com 80% e as demais regiões apresentam 63%. Já os leitos clínicos apresentam 79% de ocupação em São Luís; 58% em Imperatriz e 37% nas demais regiões.

Dentre a rede privada, o Hospital São Domingos possui 89% dos leitos de UTI ocupados. Já a UDI, 90%, o Centro Médico 50% e o Hospital Guarás 80%; enquanto os leitos clínico apresentam 57% (São Domingos), 85% (UDI), 34% (Centro Médico) e Hospital Guarás 62%.

Silvia Tereza 

Excelente serviço de tapa buracos na cidade de Imperatriz


Reprodução/tapa buracos em Imperatriz continua

Passando por várias ruas da cidade de Imperatriz, por onde a equipe de tapa buracos já passou, podemos observar como melhorou consideravelmente a trafegabilidade de alguns dos bairros da Terra do Frei. 

Verdadeiramente, após as chuvas torrenciais dos últimos meses, a equipe da Prefeitura de Imperatriz responsável por este serviço emergencial, está realizando um excelente trabalho por toda a cidade. 

Após as chuvas, com certeza a gestão municipal asfaltará algumas ruas e avenidas mais prejudicadas neste período chuvoso, mas por enquanto, o serviço de tapa buracos é muito importante para quem trafega nas ruas de Imperatriz. 

PREFEITO LÉO CUNHA PARTICIPA DE UM EVENTO DIGITAL ONDE SÃO APRESENTADOS DETALHES ENTRE A PARCERIA DO GOVERNO DO MARANHÃO COM SEBRAE.


Reprodução/Léo Cunha


Nessa segunda-feira (12) pela manhã, o prefeito Léo Cunha participou de um evento digital transmitido pelos perfis oficiais do governo do Maranhão onde foi apresentado os detalhes da parceria entre o governo e o SEBRAE-MA, que beneficiará 51 cidades maranhenses contempladas para receberem o Programa Cidade Empreendedora.

O evento de lançamento contou com a participação do governador do Maranhão Flávio Dino, Presidente Nacional do SEBRAE Carlo Melles e o Presidente do Conselho Deliberativo do SEBRAE Nacional e Presidente da Confederação Nacional de Bens e Serviços José Roberto Tadros.

segunda-feira, 12 de abril de 2021

SAÚDE MUNICIPAL MELHOR ESTRUTURADA E COM AMBULÂNCIA NOVA


Reprodução/ambulância 


Mais uma ambulância chegou para reforçar o atendimento da saúde em Cidelândia. A Saúde pública tem sido uma das prioridades da Gestão municipal, através da SEMUS, que vem realizando um intenso trabalho de estruturação para garantir atendimento de qualidade para a população. 

Anvisa visitará fábricas da Sputnik V na Rússia, na próxima semana

 

G1

Fábricas da vacina Sputnik na Rússia serão inspecionadas na próxima semana por técnicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

De acordo com a agência, o objetivo é verificar as Boas Práticas de Fabricação do imunizante contra a Covid-19 e também “levantar dados faltantes sobre a produção da vacina que são importantes tanto para a avaliação do uso emergencial como para o processo de importação”.

Alemanha vai negociar com a Rússia possível compra da vacina Sputnik V
Apesar de ter contratos já assinados no país, a Sputnik V ainda não foi aprovada pela Anvisa para uso emergencial no Brasil. A vacina foi desenvolvida pelo Instituto Gamaleya e se tornou a primeira a ser autorizada para uso emergencial no mundo, em agosto de 2020, antes mesmo do fim dos testes clínicos.

No Brasil, o Maranhão acionou o Supremo Tribunal Federal para autorizar importação e uso emergencial da vacina. O pedido ocorre porque a Anvisa informou a 9 estados interessados na vacina que os dados enviados pelos desenvolvedores estão incompletos: a principal ausência é da íntegra do relatório da agência de saúde russa que liberou o uso da vacina.

Novo Código de Trânsito passa a valer hoje


Entram em vigor nesta segunda-feira, 12, as alterações promovidas no Código Brasileiro de Trânsito. As mudanças foram sancionadas pelo presidente Jair Bolsonaro em outubro do ano passado, quando ficou definido que a vigência passaria a ocorrer 180 dias após a sanção. 

A partir de agora, os motoristas devem ficar atentos aos novos prazos de renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), ao número de pontos que podem gerar a suspensão de dirigir e à punição de quem causar uma morte ao conduzir o veículo após ter ingerido bebida alcoólica ou ter usado drogas. 

Os exames de aptidão física e mental para renovação da CNH não serão mais realizados a cada cinco anos. A partir de agora, a validade será de dez anos para motoristas com idade inferior a 50 anos; cinco anos para motoristas com idade igual ou superior a 50 anos e inferior a 70 e três anos para motoristas com idade igual ou superior a 70 anos. 

Haverá mudanças também na quantidade de pontos que podem levar à suspensão da carteira. Atualmente, o motorista que atinge 20 pontos durante o período de 12 meses pode ter a carteira suspensa. Agora, a suspensão ocorrerá de forma escalonada. O condutor terá a habilitação suspensa com 20 pontos (se tiver duas ou mais infrações gravíssimas na carteira); 30 pontos (uma infração gravíssima na pontuação); 40 pontos (nenhuma infração gravíssima na pontuação). 

As novas regras proíbem que condutores condenados por  homicídio culposo ou lesão corporal sob efeito de álcool ou outro psicoativo tenham pena de prisão convertida em  alternativas. 

Mateus responderá processo administrativo por aglomeração durante inauguração de loja

 

O PROCON/MA notificou, nesta sexta-feira (9), a rede Mateus Supermercados. A empresa deverá prestar esclarecimentos sobre aglomerações registradas e denunciadas por ocasião da inauguração de uma loja no município de Buriticupu.

“O PROCON/MA já notificou a rede, que responderá a processo administrativo que culminará em sanção”, declarou a presidente do órgão, Karen Barros.

A partir da notificação, foi instaurado processo administrativo. A rede terá prazo de até 10 dias para manifestação e apresentação de sua defesa para o caso.

Ao final do processo, caso não se manifeste ou restando comprovado o cometimento de infrações contra o consumidor, a empresa estará sujeita às sanções, como multa e até suspensão da atividade comercial, como previsto no Código de Defesa do Consumidor.

John Cutrim 

Mercado paralelo tem oferta de vacinas até pelo WhatsApp

 

Em plena disputa global por vacinas para a covid-19 é possível receber, via WhatsApp, uma proposta de 20 milhões de doses do modelo de Oxford-AstraZeneca, por 4 euros por unidade (cerca de R$ 26,5). O preço e o cronograma de entrega, em até 30 dias, são melhores do que o governo federal obteve em grandes negociações. A oferta que parece de ouro, porém, não tem garantia de entrega ou aval da fabricante: é um retrato do mercado paralelo de vacinas, que levanta alertas sobre risco de golpe.

O volume de doses que poderiam imunizar uma cidade do porte de São Paulo foi proposto ao Estadão pela empresa alemã GB Trading, que vende luvas, máscaras e álcool em gel pela internet. A exigência é pagar metade do valor antecipadamente. Cobrado sobre provas de que a compra é segura, o vendedor se esquivou, ficou irritado e negou ser um golpista.

CONFIRA TRECHO TRADUZIDO DA NEGOCIAÇÃO POR WHATSAPP: 

Você: Na verdade, precisamos de doses para pelo menos 10 milhões de pessoas. Portanto, se usarmos a vacina Janssen, são 10 milhões de doses. Mas se for necessário du..

Empresa alemã GB Trading: Sim. 2 doses. Vacina Covid-19 (AZD 1222) Marca padrão – AstraZeneca. Preço € 4 por dose.

Você: OK. Qual é o tempo de espera? 20 milhões doses.

Empresa alemã GB Trading: condições de pagamento 50% adiantados e 50% após a entrega (das doses).

Você: 20 milhões doses.

Empresa alemã GB Trading: 21 dias para fazer a entrega.

Apesar de caricata, a oferta foi uma das que atraíram Christian Faria, empresário do setor de aluguel de trio elétrico em Vila Velha (ES). Ele procurou por meses fornecedores de vacinas na internet, repassou a proposta da GB Trading ao Ministério da Saúde e chegou a se reunir com a cúpula da pasta, em fevereiro. Neste encontro, apresentou a oferta de outro parceiro, mas de doses da mesma fabricante. No fim de março, Faria se tornou alvo de investigação da Polícia Federal (PF) justamente por entregar documentos falsos nessas negociações. O empresário nega a acusação.

O mercado paralelo ao das fabricantes ganha fôlego com forte lobby para flexibilizar a compra de vacinas pela iniciativa privada. O tema foi colocado à mesa em jantar do presidente Jair Bolsonaro com empresários, no dia 7. A Justiça tem dado aval para que as compras sejam feitas sem necessidade de doar todo o volume ao SUS enquanto grupos prioritários são imunizados, como manda a legislação.

As fabricantes das vacinas já autorizadas no Brasil afirmam que só vendem ao Ministério da Saúde e a iniciativas como a Covax Facility, consórcio liderado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). “A pergunta que deve ser feita é: comprar de quem? As empresas sérias só vão fornecer para os governos, até pela razão de os governos estarem assumindo o eventual efeito adverso”, diz o presidente do Sindusfarma, Nelson Mussolini, que representa as principais empresas farmacêuticas do País. Ele diz já ter desestimulado empresários a buscar as doses. “Falei que era roubada.”

Apesar das manifestações das fabricantes, empresários de todo o porte, além de prefeitos e governadores, buscam vacinas por meio de intermediários. Segundo vendedores procurados pelo Estadão, ninguém conseguiu importar as doses até agora. Em tentativa clandestina de furar a fila da vacina, empresários de Minas receberam soro em vez do imunizante da Pfizer, segundo suspeitas da Polícia Federal.

Em janeiro, quando a União Europeia cobrava a AstraZeneca pelo atraso na entrega de doses, empresários brasileiros negociavam a compra de 33 milhões de vacinas deste modelo, por cerca de US$ 23,8 cada (R$ 134,1). O governo federal deu apoio à compra, mas exigiu a doação de parte do lote ao SUS. O negócio não deu certo, apesar da mobilização. Tanto a AstraZeneca como o fundo de investimento Blackrock, apontado pelos empresários como um interlocutor, negaram que as doses e a negociação existissem.

Um vendedor de São Paulo que garante ter doses das chinesas Sinovac e Sinopharm, mas não quer se identificar, disse ao Estadão que abriu negociações com cerca de cinco empresários e representantes de associações. As conversas não avançaram. Ele cobra entre US$ 53 (R$ 298,6) e US$ 58 (R$ 326,78) por cada dose e diz que os lotes pertencem a cotas de uma grande empresa chinesa. Questionada sobre o caso, a Embaixada da China disse que a suposta fornecedora das doses e sua representação da Sinovac e Sinopharm “não são confiáveis”. Ainda assim, o vendedor disse que mantém as negociações, mas pedirá aval dos governos chinês e brasileiro antes de fechar a compra.

Ex-diretor da Anvisa, Ivo Bucaresky vê com desconfiança a mobilização de empresários. “Duvido que qualquer laboratório vá dar preferência ao setor privado. Ou vão fazer um leilão violento, gerando sobrepreço sobre o valor das doses?”, questionou. “Por que não investem na produção de insumos farmacêuticos para as vacinas no Brasil, ou na distribuição de testes e máscaras? Acho pouco provável que o setor consiga essa vacina de imediato”, afirmou.

Além da escassez de doses, ele lembra que é preciso montar rigoroso esquema de farmacovigilância para monitorar reações à aplicação. Alerta, ainda, sobre o risco de desvio das vacinas, caso sejam aplicadas fora do SUS ou das clínicas privadas.

Os empresários Carlos Wizard e Luciano Hang fazem parte do lobby pela vacina no setor privado. Eles receberam apoio do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), entre outras autoridades. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse a deputados, semana passada, que não irá barrar a discussão, mas se mostrou cético. “Quero ver para crer”, avisou ele, ao declarar que farmacêuticas relatam não ter doses para este mercado.

Mesmo em plena disputa global por doses, Wizard disse ao Estadão que busca vacinas a preços similares àqueles apresentados ao governo federal. Para o empresário, sobrarão imunizantes em poucos meses. Ele mira estoques excedentes de países que vacinam em ritmo acelerado, como os Estados Unidos, e diz que pedirá aval do ministério para as compras.

A Associação Brasileira das Clínicas de Vacina (ABCVAC) tem acordo para a compra de 5 milhões de doses da Covaxin, vacina desenvolvida pela indiana Bharat Biotech. Neste caso, a negociação é feita com a Precisa Medicamentos, representante oficial no Brasil do laboratório. A previsão é de que as doses custem aos associados de US$ 32,71 (R$ 184,66) a US$ 40,78 (R$ 230,22), mas a entidade afirma que a legislação atual dificulta as negociações das clínicas, por exigir doação de até todo o volume ao SUS. Além disso, o uso da Covaxin ainda precisa ser aprovado pela Anvisa.

MILHÕES DE DOSES

Elvis Alves Jacob, ex-vereador de Belford Roxo (RJ), tentou vender kits de teste rápido no começo da pandemia, mas não teve sucesso. A empreitada fez Jacob conhecer amigos que o levaram ao mercado paralelo das vacinas.

Primeiro, ele fez contatos para negociar doses da Coronavac, mas disse que desconfiou das cobranças por pagamento antecipado. Agora, o ex-vereador afirma representar a empresa TMT Globalpharma, da Bulgária, em negociações com prefeitos no interior do Rio e de Minas para a venda da vacina Sputnik V, da Rússia. As investidas do ex-vereador para venda de vacinas foram reveladas pelo Blog do Berta.

Após a Câmara aprovar projeto que libera as empresas de doar 100% do volume comprado ao SUS, enquanto grupos prioritários são vacinados, Jacob decidiu expandir o público-alvo. Na noite de quarta, ele anunciou no Instagram que abriu pré-inscrição para empresários e hospitais privados comprarem a vacina russa.

Como revelou o Estadão, centenas de prefeitos mo País negociam com a TMT Globalpharma doses da Sputnik V e da AstraZeneca. O Fundo Russo de Desenvolvimento Direto disse que a empresa NÃO (em letras garrafais) tem autorização para essa venda. O laboratório britânico, por sua vez, negou atuar com intermediários e disse só vender ao governo federal.

Jacob afirmou ter ouvido rumores sobre a falta de credenciais da TMT, mas não vê risco de golpe, pois o pagamento seria feito após as doses chegarem. O ex-vereador disse que pediu à empresa búlgara provas de que tem aval do Fundo Russo, mas ainda aguarda resposta. Observou, ainda, que há muita procura pelos imunizantes e que já abriu negociação com aproximadamente 15 prefeitos.

EM SANTA CATARINA, 90% DAS CIDADES BUSCARAM EMPRESA BÚLGARA

Cerca de 90% dos municípios catarinenses tentam um contrato com a empresa búlgara TMT Globalpharma para receber 4 milhões de doses da Sputnik V, a preços mais baixos do que o obtido pelo Ministério da Saúde. Ainda que o pagamento não seja antecipado, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC) cobra que os prefeitos apresentem provas de que a negociação é segura. Diretor do órgão, Sidney Tavares disse ao Estadão que há preocupação a respeito das tratativas, inclusive sobre a entrega de doses falsas.

Prefeitos da região de Porto Alegre anunciaram que vão comprar cerca de 2 milhões de doses com a mesma firma. Gean Loureiro (DEM), prefeito de Florianópolis, afirma que só entrou no acordo por pressão. “Para não dizer que a gente (não entrou). Vai que…”, afirmou. Mas ele tem “baixa expectativa” de ver a compra dar certo. Loureiro também preside um consórcio organizado pela Frente Nacional dos Prefeitos para negociar vacinas, que teve adesão de cerca 2 mil municípios. Nesse caso, a ideia é comprar diretamente de fabricantes ou representantes oficiais das vacinas no País. Diante disso, o prefeito de Florianópolis admite que o consórcio não deve conseguir vacinas tão cedo.

A TMT ainda ofereceu 1 milhão de doses da AstraZeneca a Aparecida de Goiânia (GO). O lote seria fabricado no Instituto Serum, da Índia, no momento em que o país restringe as exportações de imunizantes até para o consórcio Covax Facility, da OMS. A promessa era de que as vacinas chegassem em poucas semanas, mas a compra ainda não se concretizou.

Procurada, a empresa BRA Medical de Cotia (SP), que representa a TMT, não se manifestou. Consultor da Federação Catarinense dos Municípios, entidade que lidera a compra, Jailson Lima da Silva disse que “nenhum centavo” será pago antes de a vacina desembarcar no Estado. “Estamos buscando o que o PNI não cumpriu”, declara, em vídeo da federação.

Ele disse que recebeu ofertas de “inúmeras” empresas para a venda das vacinas da Astrazeneca, Sputnik e Coronavac, mas os lances mais baixos eram de US$ 16 por dose. A TMT oferece a US$ 9,75. O valor é inferior ao obtido pelo Ministério da Saúde, que fechou contrato para compra de 10 milhões de doses da Sputnik V por mais de US$ 12 a unidade, por meio da União Química, laboratório credenciado do Fundo Russo.  Do Estadão


Senador pede para CPI da covid investigar também prefeitos e governadores

 

O senador Alexandro Vieira (Cidadania-SE) protocolou neste sábado (10.abr.2021) pedido para a Mesa Diretora do Senado ampliar o alcance da CPI (comissão parlamentar de inquérito) que irá investigar responsabilidades por atos praticados pelo governo federal no combate à pandemia. Eis a íntegra do requerimento (101 KB).

O pedido de Vieira é para que a comissão apure também eventuais irregularidades na gestão de recursos federais destinados ao enfrentamento do coronavírus por prefeitos e governadores.

“Assim como as competências, as responsabilidades são também distribuídas. Dessa forma, não cabe, a nosso ver, instituir uma comissão parlamentar de inquérito para proceder à investigação da atuação dos órgãos estatais diante da pandemia do covid-19 e limitar o seu escopo exclusivamente aos agentes públicos federais. Trata-se de um sistema nacional e assim deve ser avaliado”, disse Vieira em nota divulgada por sua assessoria.

A CPI da covid deve ser instalada no Senado na 3ª feira (13.abr), quando está marcada a próxima sessão da Casa. A medida atende a decisão proferida na 5ª feira (8.abr.2021) pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso.

O ministro concedeu liminar (decisão provisória) ordenando o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), a instalar a CPI da Covid.

A instalação do colegiado foi apoiada por 30 senadores que assinaram requerimento apresentado em 15 de janeiro ao então presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Pacheco, ao assumir o cargo, não levou o tema adiante. Barroso considerou que Pacheco não poderia se opor à criação da CPI por “conveniência e oportunidade políticas”.

Alessandro Vieira é líder do bloco Senado Independente, que congrega Cidadania, PDT, Rede e PSB. A inclusão de prefeitos e governadores no rol de “alvos” da comissão atende a desejo do presidente Jair Bolsonaro, que vê na CPI uma forma de “tumultuar” o governo.

Ainda neste sábado (10.abr), Bolsonaro disse: “Quer fazer justiça? Quem sumiu com o dinheiro, fui eu? Era pra preparar a rede hospitalar, quantos prepararam? Se é pra fazer CPI, é todo mundo”.

A ampliação da CPI conforme pede Alessandro Vieira pode intimidar movimentações para tentar esvaziar a comissão. Aliados do governo Bolsonaro falaram nos últimos dias em tentar retirar assinaturas do requerimento que pediu a instalação do colegiado. Rodrigo Pacheco disse na 6ª feira (9.abr) que não moverá “um milímetro” para atrapalhar a comissão.

Mas outro ponto de interrogação ainda paira sobre a CPI. Por causa da pandemia, nenhuma comissão parlamentar de inquérito pôde funcionar. A CPI das fake news, por exemplo, está parada desde o 1º semestre do ano passado. Aliados do governo podem pisar nessa tecla para barrar seu funcionamento. (Do Poder 360)

Governo do Maranhão libera parte do trânsito da nova extensão da Avenida Litorânea

 

Por meio da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), o governo do Maranhão já liberou parcialmente o trânsito de veículos no prolongamento da Avenida Litorânea.

A partir de agora, os motoristas já têm acesso ao bairro do Olho D’Água e Araçagi.

Trechos liberados:

Sentido Araçagi/Centro – liberado 100% do trânsito das Avenidas São Carlos e Avenida Litorânea (nova extensão).

Sentindo Litorânea/Araçagi – liberado novo prolongamento até a Avenida Rio Claro.

Nas próximas semanas, o trecho que compreende a Avenida Rio Claro até a Avenida São Carlos deve ser liberado. Esse trecho possui alguns pontos interditados para uma obra de saneamento em curso.

Silvia Tereza 

No país da "Lei de Gérson" todos querem ser prioritários



Reprodução/vacinação contra Covid-19

Estamos falando de vida, e quando se fala de vida, todo mundo se torna, ou deveria se tornar prioridade - quem deveriam ser vacinados primeiros seriam: os mais velhos e aqueles com comorbidades.

Questões políticas, estão colocando algumas profissões como prioritárias, mas não deveria ser assim.

A prioridade de vacinação de A ou B no Brasil acontece, por estarmos em um país, onde foi criada a "Lei de Gérson", onde todos querem levar vantagem, onde ainda temos os fura-filas de vacinas. 

APAIXONADA POR PREFEITO, DEPUTADA TERIA USADO FALSO ROMANCE PARA FAZER CIÚMES AO EX


A deputada estadual Thaiza Hortegal (PP), ex-esposa do prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio (PP), pode ter publicado uma foto em suas redes sociais com o jovem empresário Silvinho Júnior, que seria uma espécie de falso namorado, com um único objetivo: “causar ciúmes” no chefe do executivo pinheirense, seu único grande amor, segundo algumas de suas amigas.

O Maranhão todo sabe – menos o ingênuo Silvinho – que a parlamentar é apaixonada pelo ex e até hoje sofre com a separação. O casal vem em crise desde que Luciano passou a se envolver com o clube do Pinheiro, oportunidade em que Thaiza acabou se envolvendo com um dos ex-jogadores da equipe pinheirense. Após a traição, os dois passaram um tempo separados, mas reataram a relação amorosa.

No entanto, somente no mês passado, depois que Luciano Genésio fez uma aparição pública ao lado da nova namorada – a bela Layanna Ferreira, titular da Secretaria Municipal Meio Ambiente, surgiu rumores de que a relação entre ele e Thaiza teria chegado ao fim.

Para não ficar por baixo, a deputado postou uma foto no seu storie no Instagram para assumir o novo affair. Como legenda, ela trecho da Biblia do livro de Colossenses 3:14: “Acima de tudo, porém, revistam-se do amor, que é o elo perfeito”, escreveu.

O problema, entretanto, é que a publicação foi retirada do ar horas depois dando a entender que se tratava de um NamoroFake apenas com o objetivo de provocar mesmo o grande amor de sua vida.

Se o objetivo de Thaiza era reconquistar Luciano, parece que a estratégia não deu muito certo. No meio disso tudo, apenas Silvinho – ex da apresentadora Karol Sampaio – ficou com cara de paisagem.

A postura dele nesse triangulo amoroso fez lembrar uma declaração do empresário Alessandro Martins que teria dito ano passado que a mulher mais bonita que Silvinho já c*meu foi a mais feia que ele já tinha ficado. A afirmação parece que virou uma máxima na vida do jovem empresário quando se compara Layanna Ferreira (atual) e Thaiza Hortegal (ex) de Genésio.


Do blog Maranhão de verdade

Um mandato sem "questionamentos jurídicos"


Reprodução/Alberto Sousa 

O presidente da Câmara Municipal de Imperatriz Alberto Sousa (PDT), realizou algumas reuniões com o Ministério Público sobre o imbróglio do concurso público, e em comum acordo, ficou determinado, que o concurso está definitivamente cancelado. 

Desde a sua eleição para o "Legislativo Municipal", Alberto Sousa vem mantendo um amplo diálogo com o MP, e isto, segundo o presidente, é para ter um mandato sem percalços e sem questionamentos jurídicos. 

Todas as taxas dos inscritos, serão devolvidos em data que será ainda anunciado. 

É "inato" de Clayton Noleto ser iluminado e trabalhador ao extremo


Reprodução/Clayton Noleto e equipe de trabalho

Eu fico pensando aqui com os meus botões, o que alguns críticos de plantão tem em suas cabecinhas de ticos e tecos? As críticas destes acéfalos, é que o secretário Clayton Noleto, que toca centenas de obras por todo o Maranhão viaja de mais, e estes insinuam, que o mesmo faz estas viagens pelas as migalhas das diárias, ou por o conforto de jatinhos, o que é de fato uma ignorância. 

Senhores aloprados, o secretário faz um brilhante trabalho em sua pasta, e o mesmo faz estas viagens não somente pela as migalhas das diárias, este é seu ofício, que é a reconstrução do nosso Estado, e suas viagens, não são feitas em jatinhos particulares, elas são realizadas sim, mas as mesmas, são viagens de trabalho e em avião comercial.

Clayton Noleto não tem culpa de ter competência e amar o Maranhão, qual é o ato pecaminoso nisto? Agora mesmo, o nobre secretário está com uma grande obra na cidade de Imperatriz, que é o "Novo Socorrão", que terá 131 leitos e orçado em mais de R$ 70 milhões, uma conquista histórica para a saúde da Região Tocantina.

quinta-feira, 8 de abril de 2021

Lacen identifica quatro variantes da Covid-19 no Maranhão

 


O Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (Lacen-MA), em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), realizou um mapeamento da prevalência de novas variantes do SARS-CoV-2 no Maranhão. O resultado desse estudo apontou que, das mais de 90 variantes que circulam atualmente no país, quatro foram registradas no estado.

Segundo o diretor geral do Lacen-MA, Lídio Gonçalves, o Governo do Maranhão, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), realiza o constante acompanhamento da evolução dos casos de Covid-19 para monitorar o surgimento de novas variantes e a prevalência delas. “O Lancen-MA, em parceria com instituições nacionais, como o Instituto Evandro Chagas e a Fiocruz, realiza uma vigilância genômica constante para a identificação de novas variantes que circulam no Estado do Maranhão. E através desse sequenciamento, conseguimos identificar a atual prevalência das novas variantes no território maranhense”, explica
o diretor Lídio Gonçalves.

Foi realizado o mapeamento das 73 amostras enviadas para análise, das quais 70 apresentaram mutação. De acordo com a análise, a principal variante que circula no estado é a P.1. A estimativa do Lacen-MA é que esta linhagem seja responsável por mais de 60% das infecções por Covid-19. Esta é considerada Variante de Atenção (VOC) registrada inicialmente em Manaus (AM) e identificada no Maranhão na primeira quinzena de janeiro.

As três outras variantes registradas foram identificadas como Variantes de Interesse (VOI) e apresentaram menor prevalência, ou seja, um percentual menor de contágio. Uma delas é a P.2, que teve origem no Rio de Janeiro e já circula em todo o país desde o ano passado, com prevalência de 13,8% no estado.

Outra variante é a N.9, que também já está em circulação em praticamente todo o país e no Maranhão apresenta atualmente a incidência de apenas 5,5%. Além destas, há a mais recente descoberta, a variante N.10, identificada inicialmente no estado do Maranhão e com recentes registros de casos no Amapá. A N.10 já apresenta uma prevalência de 19,4%.

“Esses dados são referentes ao mês de fevereiro e já estamos analisando as amostras do mês de março, para sabermos se esses números se mantiveram ou se essas prevalências aumentaram. O esperado é que tenha aumentado a prevalência da P.1, visto que ela vem crescendo desde o mês de janeiro”, alerta o diretor do Lacen.

Reinfecção

Como as variantes P.1 e P.2 foram as primeiras a serem identificadas no país, já existem estudos relacionados a elas que confirmam a existência de casos ligados à reinfecção, sugerindo a possibilidade das pessoas que já tiveram a Covid-19 anteriormente serem reinfectadas com uma nova variante. Por isso, a necessidade de manter o distanciamento social e as medidas sanitárias, como utilização de máscara, álcool em gel e a higienização correta das mãos com água e sabão, mesmo já tendo contraído o vírus em algum momento.

O diretor do Lacen destaca também que todas as novas variantes estão relacionadas aos casos de reinfecção pelo país, sendo a P.1, relacionada com a maior capacidade de transmissão. “Apesar de ainda não haver nenhum caso cientificamente comprovado de reinfecção no Maranhão, essa já é uma realidade observada em outros estados. Além disso, o processo de vacinação também é importante, para reduzir a possibilidade do surgimento de outras linhagens. Visto que as novas linhagens surgem à medida que há o aumento da transmissão”, pontua Lídio Gonçalves.
John Cutrim

http://omaiordomundobr.blogspot.com.br/2017/03/governo-do-maranhao-bolsa-escola.html